História Tudor: Como viviam as mulheres do período

Podemos ver, ainda nos dias de hoje, que muitas mulheres passam por dificuldades e se sentem excluídas por não fazerem parte do padrão de beleza atual, ou não ter roupa da moda, mas sempre foi desse jeito? Perguntamos para a Ana Carolina Gomes e Liliane Oliveira, formadas em design de moda, sobre como era viver no século XV e XVI sendo uma mulher.

Por que antigamente as mulheres eram retratadas (em pinturas) de forma triangular enquanto os homens eram retratados de forma quadrada? 

Liliane: A ideia de que homens sempre devem ser fortes e mostrar virilidade e as mulheres feminilidade e fertilidade, sempre foram evidenciadas pelas suas vestimentas, então o formato de suas roupas mostravam exatamente essa divisão, homens com ombros largos, em alguns casos nessa época, com reforços e evidência para sua genitália, mostrando masculinidade e virilidade, daquele que era o provedor.  Enquanto a mulher, tinha evidência de busto e quadris, que evidenciavam sua feminilidade e fertilidade, as casadas ainda carregavam a obrigação de vitrine do poder aquisitivo de seu marido, quanto mais joias, bordados e ostentação havia nas suas roupas, maior poder aquisitivo tinha sua família.
É importante lembrar que adornos, bordados e ostentação eram encontrados em trajes femininos e masculinos nessa época.

Ana Carolina: Mas as questões também vêm de antes do período Tudor, pois é sobre um padrão de modelagem que seguiu por muito tempo. O que o Tudorismo trouxe para a moda foi a influência da igreja como: Puritanismo, Opulência e tem influência Hispânica e Italiana.

Imagem por Tudor Brasil

Qual era o papel da anágua e da túnica na antiguidade? 

Liliane: Túnicas e anáguas eram utilizadas como roupas de baixo, normalmente brancas, quanto maior a quantidade de trocas (era o ideal ter pelo menos 1 troca de roupa para cada dia da semana, ter um número maior que esse era um sinal de ostentação e riqueza) e quanto mais brancas, maior o poder aquisitivo. Geralmente essas peças eram feitas em linhos finos.

Ana Carolina: A anágua que também pode ser chamada de Petticoat, começou a ser usada em 1585. Era normalmente usada como segunda pele para diminuir a transparência de outras peças mas também para definir o corpo da mulher, mudar o formato do corpo, ter cinturas mais finas e quadril maior e se pode ver o uso dela até o século 18. Claro que as mesmas tiveram modificações, de tecidos, formatos, usos e etc.

Já a túnica foi algo que veio da pré história, inicialmente usada para proteção contra frio e também para a caça onde o homem se opunha contra outros animais feitos de fibras vegetais e peles de animais.

Com o passar dos séculos a vestimenta tomou outros propósitos, também usado para diferenciar indivíduos normalmente do sexo masculino, visto bastante no Oriente médio com o propósito totalmente diferente, em tecidos leves, modelagem larga e em cores claras.

Imagem por Tudor Brasil

Por que as mulheres precisavam usar capelo antigamente?

Liliane: O capelo era um acessório que além de mostrar riqueza, servia como identificação para as mulheres. Mulheres casadas não podiam usar cabelos soltos, pois eram mal vistas, portanto usavam capelos que cobriam todo o cabelo ou capelos com faixas. As mulheres solteiras usavam capelos com cabelos soltos em sinal de virgindade e castidade.

Imagem do Google

Sabemos que a maquiagem foi usada muito tempo para indicar posição e status de uma pessoa, mas elas eram muito prejudiciais para a saúde? E a tintura para cabelos? 

Liliane: A maquiagem além de status era muito utilizada para esconder certas doenças de pele, machucados, etc. Principalmente quando eram colocadas as pretas, usadas para esconder feridas. Muitas dessas doenças eram ocasionadas pela falta de higiene. Realmente não tinham muitos estudos, ou técnicas, então não eram muito saudáveis.

Ana Carolina: Sim, a maquiagem era usada para mostrar sua posição e status diante a sociedade, mas também para esconder marcas, pequenas deficiências e de doenças como a varíola, herpes… Mas os padrões de beleza eram levados totalmente como questões de status, peles claras e cabelos dourados para se diferenciar as classes ricas e superiores, pois as mulheres pobres  que trabalhavam fora acabavam tendo tom de pele bronzeada o que não era ideal para os ricos.

Acredito que como na época tudo era feito baseado para mostrar status, eram sim prejudiciais pelo excesso, mas na maioria eram usados produtos naturais, lembrando que na época a higiene era algo feito com pouca frequência tanto nos corpos quanto nas roupas, então o perfume foi algo que foi usado com frequência para abafar odores mas também como um demonstrador de status.

Um comentário em “História Tudor: Como viviam as mulheres do período

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s