História Tudor: As esposas do rei Henry VIII

Conhecido por ser louco ter se casado seis vezes, decapitado grande parte delas e ter desafiado a igreja católica, o rei Henry VIII da Inglaterra precisou se casar diversas vezes para conseguir seu tão desejado herdeiro.

Para conhecer todas as esposas deste homem, é preciso fazer uma lista. Bem, aqui está. Conheça estas 6 mulheres extraordinárias do século XVI.

Catalina de Aragão

Imagem do Google

Em dezembro de 1485, na Espanha, começava a história de Catherine (ou Catalina), filha de Fernando II de Aragão e Isabella I de Castela.

Já em 1501, ela partira para a Inglaterra em busca de um encontro com seu genro, Henry VII, e seu noivo Arthur Tudor. Em dezembro daquele mesmo ano, os dois estariam casados, mas isso não iria durar muito tempo pois em abril do ano seguinte, Catherine já estava viúva. Sete anos mais tarde, Henry VIII acabara de se tornar rei e agora precisava de uma rainha ao seu lado. Decidiu ficar noivo da esposa de seu irmão. Os dois só conseguiram consumar o casamento após conseguirem uma dispensa papal de Julio II, pois o direito canônico proibia um homem de se casar com a esposa de seu irmão. A dispensa só foi liberada após testemunhas falarem que o primeiro casamente de Catherine nunca havia sido consumado. Esse casamento gerou seis filhos, mas apenas Mary I sobreviveu. Com os anos passando, Henry ficava cada vez mais preocupado com a falta de um herdeiro. Pensando que o problema era sua esposa, decidiu anular seu casamento e procurar uma nova rainha. Grandes brigas ocorreram antes do casamento ser anulado poiso papa Clemente VII se recusou a deixar Henry se casar novamente. A única solução que ele achou para acabar de vez com seus problemas, foi mudar sua religião, e assim o fez. O rei católico virou chefe de sua própria igreja, a Igreja Anglicana. Se recusando a aceitar seu destino, Catherine foi confinada no castelo de Kimbolton e proibida de ver sua filha. Não renunciou o título de rainha consorte até o dia de sua morte, em 1536.

Anne Boleyn

Imagem do Google

Na esperança de ter um herdeiro para seu reino, Henry VIII ouviu boatos sobre Anne, uma mulher que passara grande parte de sua vida na corte francesa de Francis I como dama de companhia da rainha Claude Of Valois e quando voltou para terras inglesas, chamou atenção por sua beleza e ganhou muitos admiradores. Como ainda era casado com Catalina, precisava de uma anulação do papa para poder casar novamente, mas não conseguiu tal anulação. Depois de muito trabalho e dinheiro investido em conseguir convencer o papa, Henry decidiu mudar de religião, que era católica até então, e criar a sua própria igreja, intitulando-a de Igreja Anglicana, podendo se casar com sua pretendia dentro desta nova religião. Em janeiro de 1533, o rei da Inglaterra e Anne se casaram e em junho ocorreu a coroação da nova rainha. Foi apenas em setembro quando nasceu o fruto deste casamento, Elizabeth I. Mas ainda não era o que Henry precisava, então esperou por mais alguns anos por um filho. A rainha decidiu que a primeira primogênita de seu marido não deveria ter o título de princesa e decidiu fazer de Mary I a dama de companhia de sua filha, Elizabeth. Quando em 1536 Anne deu luz à um menino, todos pensaram que o reino estava a salvo, porém poucas horas depois a criança viria a óbito e todos os pesadelos da família Boleyn começaram a se tornar realidade. Nesse mesmo ano começaram boatos que a rainha estava traindo o rei. Anne foi aprisionada na Torre de Londres para ser julgada. Os boatos começaram a ficar cada vez maior, dizendo que além da traição, agora havia adultério e incesto. Mesmo sem provas concretas, ela foi sentenciada por unanimidade à morte

Jane Seymour

Imagem do Google

Nascida em 1508, Jane sabia ler e escrever muito pouco mas era ótima em costura e administração do lar. Ela era a bisneta do rei Edward III, fazendo com que fosse prima em quinto grau de Henry VIII. Em 1532 tornou-se dama de companhia de Catherine De Aragão, e após o divórcio de Catherine com o rei, Jane passou a servir Anne Boleyn. Em 1536, apenas 11 dias após a execução de Anne Boleyn, Jane e Henry VIII estavam se casando no Palácio de Whitehall com muitas celebrações. Logo no início de 1537 Jane já esperava o tão cobiçado herdeiro do rei, e em outubro nascia o terceiro e último filho de Henry VIII. Porém o parto foi extremamente difícil para Seymour, durando três longos dias, e 12 dias após o parto, Jane faleceu. Ela foi a única rainha a receber um verdadeiro funeral.

Anne Of Cleves

Imagem do Google

Filha do líder de um estado germânico pioneiro na implementação do Movimento Protestante, Anne nasceu na Alemanha, em 1515. Sua posição era de grande interesse para o rei da Inglaterra, chefe da Igreja Anglicana. Tendo isso em mente, Thomas Cromwell, chanceler do reino inglês, fez os arranjes para o casório entre os dois. Mas assim que Anne chegou na Inglaterra, o rei ficou horrorizado com a nova noiva pois esta tinha cicatrizes de varíola no rosto inteiro e não era uma mulher de grandes atributos físicos, mas mesmo assim prosseguiram com o casamento, em janeiro de 1540.Uma das damas de companhia da nova rainha era Catherine Howard, com quem o rei teve como amante desde sua chegada ao castelo.

Apenas alguns meses depois, em julho, o casamento foi anulado com a desculpa de não ter sido consumado. Porém o rei foi mais generoso desta vez, pois Anne conseguiu títulos como princesa e irmã do rei, uma pensão e algumas terras para desfrutar.

Catherine Howard

Imagem do Google

Nascida em uma família aristocrática, pouco se sabe sobre sua infância além de sua educação problemática, pais ausentes e vários relacionamentos proibidos. Em 1539 Howard foi convidada para ser dama de companhia de Anne Of Cleves, e foi assim que conheceu e virou amante do rei. Apenas um ano depois, em 1540, Catherine já havia conquistado seu lugar no trono de rainha da Inglaterra. Este foi um casamento com muito alvoroço, começando por ser muitos anos mais nova que sua enteada Mary. A rainha dizia que Mary não a respeitava e acabaram apenas se tolerando alguns anos depois. Tendo-se em vista que a mãe de Elizabeth era prima de Catherine, o relacionamento das duas foi fácil, se tornaram boas amigas. Outro grande problema foi o passado da rainha, pois em 1541 um de seus antigos amantes estava se vangloriando de que havia dormido com ela. Quando esse rumor chegou aos ouvidos de Thomas Cranmer, arcebispo e amigo do rei, houve uma investigação e o casamento foi anulado e Catherine foi acusada de traição e sentenciada à morte

Catherine Parr

Imagem do Google

Nascida em 1512, era filha de Thomas e Lady Parr. Sua mãe era dama de companhia da primeira esposado rei, Catherine de Aragão, e muitos dizem que recebeu esse nome em homenagem à rainha, que também era sua madrinha. Em 1530 estava em seu segundo casamento, mas alguns anos depois seu marido morreu e ela tornou-se uma viúva muito rica, o que atraiu a atenção de Thomas Seymour. Quando os dois estavam prestes a se casar, o rei já se encontrara apaixonado por Parr. Não podendo recusar um pedido de casamento real, Henry e Catherine se casaram em 1543.

O papel de madrasta serviu perfeitamente para a nova rainha, era uma grande amiga para os filhos de Henry e ajudava muito na educação deles. Ela tinha muita influência como rainha, pois foi de grande peso no Terceiro Ato de Sucessão (quando o rei reconheceu Mary e Elizabeth como filhas legítimas) e em 1544,quando Henry estava em campanha militar, Catherine foi nomeada regente e assim permaneceria caso o rei morresse e Edward não tivesse atingido a maioridade. O casamento foi tranquilo, rei e rainha discutiam apenas em assuntos teológicos, porém em 1548 o rei faleceu. Catherine ficou com a guarda de Elizabeth e finalmente casou-se com sua antiga paixão, Thomas Seymour, porém não foi nada daquilo que ela esperava pois Thomas estava interessado apenas em seu dinheiro e agora, em sua afilhada Elizabeth. Mesmo com problemas matrimoniais, Parr ficou grávida mas morreu devido a complicações no parto.

3 comentários Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s